Enter search term and hit Enter

Uma estratégia de bem-estar realmente global – lista de verificação de 3 etapas

novembro 1, 2017 / Experiência dos funcionários

A globalização e a tecnologia estão permitindo que as empresas expandam suas fronteiras. E conforme as empresas crescem, as oportunidades aumentam, assim como os desafios. Os líderes estão cada vez mais tendo que coordenar forças de trabalho internacionais e estratégias globais de bem-estar que deem suporte a elas.

Dados recentes mostram que 56% das multinacionais agora implementam estratégias de saúde e bem-estar. Mas a maioria (47%) tem dificuldades devido a questões culturais e jurídicas. [1]

Isso porque as estratégias de bem-estar globais frequentemente são definidas por departamentos que tomam as decisões e não por aqueles que as implementam.

Este blog apresenta 4 dicas que você precisa conhecer para implementar com sucesso uma estratégia global de saúde e bem-estar.

Pense globalmente, atue localmente

Uma estratégia de bem-estar internacional precisa ser balanceada com conhecimento dos complexos cenários regionais. Os programas de bem-estar no local de trabalho começaram com o objetivo de reduzir os custos do seguro saúde nos EUA. Mas isso não ocorre fora dos EUA. Em outros países, a prioridade é melhorar aspectos mais amplos da empresa, como engajamento e produtividade. Estabeleça líderes para o bem-estar em cada país para que você compreenda melhor os aspectos da vida local. E não os empregue apenas como pessoas que implementarão a sua estratégia. Peça a opinião deles e os trate como fontes essenciais de feedback.

Preste atenção à linguagem

Uma estratégia global de saúde de sucesso precisa parecer e soar autêntica – e isso é algo que frequentemente não ocorre no cenário atual. A linguagem visual dos programas de saúde e bem-estar são frequentemente pouco autênticas e não atraem as pessoas.

Para superar essa barreira, pense nos funcionários como se eles fossem clientes. Fale com os seus funcionários usando um tom pessoal e confiável e como estivesse se dirigindo a um público engajado. E lembre-se da importância das traduções em cada região.

Avalie os resultados

Os programas de saúde e bem-estar precisam produzir resultados que os justifiquem. Atualmente, espera-se que o departamento de RH seja tão financeiramente independente quanto os outros departamentos de uma empresa. Eles precisam justificar o investimento nos funcionários por meio da demonstração do retorno e do valor do investimento.

A avaliação do sucesso do programa por meio da comparação com modelos de referências regionais também é essencial para a aceitação. Para que a implementação seja realmente realizada com sucesso, é importante fornecer à administração regional os indicadores que eles tiverem mais interesse de conhecer.

Eles querem ver os resultados sobre aumento da produtividade, engajamento dos funcionários e aquisição de talentos. Não é provável que eles tenham interesse em indicadores dos EUA, que são concentrados no modelo de seguro saúde, e vice-versa.

Para obter mais informações sobre uma implementação global de sucesso,  baixe o nosso estudo de caso, Como estabelecer a conexão entre funcionários de diferentes departamentos e regiões.

[1] Buck Consultants. Working Well Report. 6a. edição. 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *